"Achigã" Para mais tarde recordar

Ao verem este video, compreenderão que não será certamente por acaso que esta será a minha estreia a escrever neste local de divulgação e partilha entre amigos.
Com uma bela notícia de colocação de emprego, lá fui numa manhã bem cedo acompanhado pelo Sérgio aos "verdinhos". Esta seria uma das minhas ultimas saídas de pesca da semana pela que havia que aproveitar.
Com dois dedos de conversa, rápidamente chegámos a um consenso do local a visitar naquele dia. Apesar de não ter ainda dado grandes frutos em termos de capturas até aí, era um local daqueles que nos enche o espírito pela calma, tranquilidade e momentos de rara beleza que nos proporciona.
Já com alguns lançamentos feitos começámos a sentir os primeiros ataques e começaram a sair os primeiros exemplares. As capturas não passavam das 500g mas davam o gozo habitual da captura desta tão nobre espécie.
Na procura sempre do melhor local, acabo por experimentar um sitio onde quase não dava para fazer um lançamento mas que tinha aquele cenário, pela grande cobertura de protecções, em que nos imaginamos se fossemos um achigã.
No primeiro lançamento consigo pôr o vinil a cerca de 15 metros de mim quase em cima de um tronco bastante grande que se atravessava no local. Assim que amostra cai na água dá-se a movimentação de uma grande massa de água com um som que nunca vou esquecer, e consigo uma reacção rápida na tentativa de ferrar o peixe! A primeira sensação que tive foi logo de se tratar de um peixe grande, não tanto pelo arranque inicial mas mais pela pouca resposta que mostrava aos meus movimentos. Por ser um local com muitas protecções, fico com a ideia que o peixe lutou para se tentar refugiar debaixo do tronco e não para nadar para águas mais profundas. Como tinha bastante confiança na linha que estava a utilizar nunca facilitei as tentativas de fuga para zonas onde poderia correr o risco de prender nas muitas estruturas submersas.
À medida que a luta se intensificava, cada vez mais tinha a certeza de se tratar de um grande exemplar, pelo que comecei a chamar pelo Sérgio que estava a cerca de 50 metros de mim mas sem contacto visual. Quando ele chegou ao pé de mim, e no meio da luta o peixe acabou por parar quando se sentiu preso no meio de um conjunto de ramos. A partir daí o video dirá muito mais do que todas as palavras que poderia aqui escrever.




Não poderia deixar de agradecer ao Sérgio pela captura das imagens, pela calma que me transmitiu, pela companhia e pela possibilidade de partilhar este momento memorável com um companheiro de fainas! A única captura para o bucho foi mesmo a bifana que fiz questão de pagar no final deste dia memorável.

A foto do exemplar:



Material: Cana Hiro Minerva Bass
Amostra: Yum Dinger Charteusse

Abraço
Francisco Santos
Classificação:

5 Fazer comentário:

Sérgio Tente disse...

Boas Francisco,

Foi um prazer ter ajudado a imortalizar esse momento, é de facto um excelente exemplar.
Espero este ano fazer alguma captura desse lote. Esse local também já me deu boas alegrias e também um excelente exemplar também imortalizado na captura.
É muito bom poder pescar e libertar achigãs pois são ambos momentos de grande prazer.

Abraço

António Matos disse...

Excelente a música o vídeo o peixe a libertação de tão belo exemplar.
Parabéns

Pedro Franco disse...

Boas Francisco
Belo relato e excelente vídeo, è sem duvida um momento único a captura de um grande exemplar e depois a sua devolução ao seu habitat natural.
Grande atitude
Abraços

Pedro Reis disse...

Parabens pela o belo achigã e tambem pelo o video

Gostei

Francisco Santos disse...

Obrigado a todos pelos comentários. É sempre engraçado podermos eternizar com imagens uma captura que nos deu tanto gozo! Ter a hipótese de o capturar em video é mais raro ainda! Ainda bem que assim foi e a devolução só veio dar mais importância ao momento! Que viva uns belos anos para que outro faça o mesmo!

Cumprimentos
Francisco Santos