As Douradas e os Grilos

Boas, depois de ter passado um dia de praia/pesca na Almagreira, aproveitei para apanhar Grilos e tentar as Douradas no dia seguinte.
Não sou um praticante assíduo desta modalidade (surfcasting/fundo) mas como apaixonado pela pesca, gosto de experimentar, aprender e aperfeiçoar técnicas.
Foi a única na noite em que não fez vento em Peniche, mas soprava uma ligeira brisa de sul (os pescadores locais dizem ser a melhor para pescar em Peniche).

Nas Praias dos Supertubos, Medão e no Molhe leste, havia dezenas de aficionados da pesca e eu juntei-me a eles....mais um a tentar a sorte.
Assim que cheguei ao pesqueiro vi um amigo local já com 2 Douradas de kg,....fiquei com o moral elevado.....

Montei a cana Vega Nostradamus de 4,50mts (é uma cana já fora de fabrico, macia com uma acção até 220g e que eu gosto bastante pela sua polivalência.
Não é uma cana de super lançamento, mas para pescar na mão com engodo na praia e em lançamentos médios sem partir ou perder o isco no lançamento.
A chumbada de 100g a correr 30cm e um estralho com 1 mt, iscando 1anzol Hayabusa fks130 nº 15 com 10 a 12 grilos atados com fio de silicone.
É geralmente assim que pesco das poucas vezes que pratico surfcasting.

O resultado foram 3 Douradas com tamanho aceitável e outras 2/3 perdidas ou não ferradas.
Deu para passar uma boa noite e ainda ver um pescador local sacar um Robalo com mais de 3kg, a pescar e engodar com Sardinha.
Aqui fica o registo fotográfico do isco e da capturas.

Os grilos ato-os com fio de silicone, faz uma iscada mais volumosa e sem rebentar a bolsa de sangue, também se aguentam bem num lançamento mais puxado sem caírem ou rebentarem.

Gostava de ouvir outras opiniões, comente este e outros artigos para uma melhor troca de ideias.
Abraço e continuação
Classificação:

13 Fazer comentário:

José Germano disse...

Olá!
Aqui vai o meu contributo,

Pesquei uma vez "às douradas" com grilos ao fundo/surfcasting. Foi em Tavira no ano passado.

Pelo que me disseram naquele ano em particular não havia lá muito grilo pelo que as iscadas não puderam ser tão volumosas como essas que apresentas (infelizmente), usei uns 4 ou 5 grilos por iscada num anzol hayabusa daqueles escuros nº1 ou nº2/0 já não me recordo. Apenas rebentava o saco de 1 grilo achei que contribuia para chamar mais a atenção dos peixes.

Iniciei a pesca com a minha Hiro Long Distance a puxar nos lançamentos uma vez que junto à costa havia muitas algas, chumabada de 120g fixa e estralho de ~60cm a correr em 40/50cm de mono filamento ligado à madre multifilar.

Como o mar tinha uma ondulação fraca e não estava mexido, passado uns tempos decidi montar uma rabeira com uns 7m de 0,35mm fuorocarbono e comecei a apanhar peixe. Primeiro um robalote e uma douradita que foram novamamente crescer para o oceano, depois uma dourada quase de kg. Foi assada com escamas ao jantar envolta num papel de prata, hummmm sabia a mar!

Tambén isquei com casulo mas sem resultados, creio que com mais grilos na iscada tivesse corrido melhor a pesca...

Sargollini disse...

Grande Pedro

Isto não é para quem quer...

Saber interpretar o mar não é nada façil, espero um dia vir a ser como tu...um verdadeiro PESCADOR

Forte abraço

Quanto ao amigo José Germano, espero que um dia destes nos brinde com as suas jornadas num blog feito por si...

Um abraço
Sérgio

Pedro batalha disse...

Boas José Germano, mais uma vez obrigado pelo teu contributo para que este espaço sirva também para troca de ideias.
Por vezes acontece estarmos a fazer um pesqueiro longe, e os peixes estarem aos pés, dou-te um ex: 2 dos meus maiores robalos 3,750 e 5,000kg foram capturados com 1/2 mt de água.
E o mesmo acontece com as Douradas e Sargos, são por vezes esses pequenos pormenores que fazem um bom dia de pesca.
Abraço

Olá Sérgio, epá obrigado até me sinto linsojeado, mas também não é assim tanto, como já disse algumas vezes; o que aprendi e aprendo é fruto de pescar em vários locais ao longo da minha vida.
Não sou do género de criar vicio com este ou aquele pesqueiro...vou experimentando e aprendendo.
A troca de ideias também é fundamental, só comecei a spinar este ano e tenho o sensação de ter perdido muitas e boas oportunidades de apanhar mais uns peixes...como vês e também sabes, estamos sempre a aprender.
Quanto ao blog do josé germano; cá o aguardamos...
Abraço

José Germano disse...

Caros amigos, Sargollini e Pedro,

Gostei da ideia do blog, era algo em que já tinha pensado, contudo espero que acreditem que não sou grande pescador. Pesco algumas vezes mas nem sempre o posso fazer nas melhores alturas do ano, algo fundamental para se poderem tirar umas conclusões válidas sobre esta ou aquela técnica. Ainda sou um pescador demasiado teórico, fruto do que leio e do que vou ouvindo. Nada que se compare a vós, mestres pescadores.

A ideia não se perdeu, criando agora um blog não seria certamente capaz de o manter suficientemente activo em termos de novidades para cativar o pessoal.

Com o tempo, vamos ver se isso se realiza... A pesca é algo de que gosto muito, por isso gosto de tudo o que se relacçiona com ela...


Um grande abraço aos dois.

hugo disse...

eu já apanhei grilo no algarve mas nunca achei que fosse muito bom para a pesca e era só msm para estar entretido na praia a apanha-los pois no fim quase sempre enterrava-os de novo na areia.
com mais este artigo para as proximas tb tento a minha sorte com este isco tão facil de adquirir...
abraço.
Hugo.

Anónimo disse...

Boas,

Essa dos grilos ainda não me convenceu por 2 razões: 1ª São difíceis de apanhar 2ª São difíceis de iscar, Conclusão tenho sido bem parvo em não os utilizar porque está provado que são um dos iscos que os peixes preferem.
Quando apanhar um dia porreiro vou apanhar uns quantos e seguir as tuas dicas para ver se fico convencido e se compensa o trabalhão que dá utilizar esse excelete isco.

Abraço
Sérgio Tente

Pedro batalha disse...

Olá Hugo, as capturas que mais realizei com Grilos foram as Douradas, alguns Sargos na praia e linguados.
Não sei qual é o comportamento destes vermes na maré cheia, mas possivelmente saiem para se alimentarem e servir de alimento aos peixes que vagueiam pelas praias onde se encontram.

Olá Sérgio, é realmente muito difícil apanhar este isco....numa hora deve dar uns 150..talvez...eh eh
Abraço

Anónimo disse...

Boas,

Realmente também só por uma ocasião é que procurei apanhar grilos, infelizmente não dei com muitos provavelmente por estar a procurar num local pouco indicado ou pelo facto de a maré não estar favorável para a recolha dos mesmos. Os poucos que apanhei (como não sabia iscá-los) acabei por estragá-los.
Quero ver se dedico uma ou duas jornadas à pesca com esse isco aproveitando obviamente para treinar o manuseameto e a elaboração das iscadas.
Quanto à qualidade e eficácia desse isco já há muito que não tenho dúvidas absolutamente nenhumas.

Abraço

Anónimo disse...

Sérgio Tente

Pedro batalha disse...

Quando tiver oportunidade irei fazer um clip e tirar fotos do local na praia onde se podem encontrar os Grilos.

Rui Barroso disse...

Como não conheço o isco em questão não vou comentar. Se é um isco que se apanha na areia tem que ser bom para os peixes pois é desses iscos que eles se alimentam.

Obrigado pela partilha Pedro.

Pedro Galante disse...

Boas a todos!
Pedro, o Grilo como deves saber, é uma isca polivalente: Sargos, Robalos, Douradas, Linguados em particular, etc etc. Qual destes peixes se faz rogado a uma boa iscada de Grilo? Como em qualquer outra isca, há dias e dias! Como costumo dizer, o melhor e maior factor que tem o pescador, é a sua persistência. Lá vem sempre aquele dia que somos bafejados com uma boa pescaria seja com que isca for, e o Grilo (Fole) não é excepção.
Já agora, deixo ficar esta dica: Sempre que pescarem ao fundo com Casulo e tiverem umas pontas de Grilo, façam uma iscada de Casulo terminando o bico com 3/4 grilinhos bem seguros, depois contem como foi!!!

Grande abraço Pedro

Pedro Galante

Pedro Galante disse...

Boas a todos!
Pedro, o Grilo como deves saber, é uma isca polivalente: Sargos, Robalos, Douradas, Linguados em particular, etc etc. Qual destes peixes se faz rogado a uma boa iscada de Grilo? Como em qualquer outra isca, há dias e dias! Como costumo dizer, o melhor e maior factor que tem o pescador, é a sua persistência. Lá vem sempre aquele dia que somos bafejados com uma boa pescaria seja com que isca for, e o Grilo (Fole) não é excepção.
Já agora, deixo ficar esta dica: Sempre que pescarem ao fundo com Casulo e tiverem umas pontas de Grilo, façam uma iscada de Casulo terminando o bico com 3/4 grilinhos bem seguros, depois contem como foi!!!

Grande abraço Pedro

Pedro Galante