Les Bars en Bretagne

Para início do ano, prestamos aqui os novos votos de um excelente 2011.
E dedicamos este foto artigo a todos os Portugueses emigrados no estrangeiro.
Estas fotos foram-nos enviadas pelo Luís Morais de Vasconcelos de Vila Praia de Ancora, um desses Portugueses radicados em França há 20 anos, e que partilha da nossa paixão pela pesca.
Os Robalos foram capturados a pescar à bóia com isco vivo, tal como se pratica alguns locais da nossa costa.
A diferença pode estar no nº de capturas e na qualidade das mesmas, e não nos devemos esquecer que estamos a falar de capturas num país com regras diferentes das praticadas em Portugal.

 
Mais uma vez desejamos votos de um bom ano, a todos os nossos leitores.
Abraço
Pescatugateam
Classificação:

11 Fazer comentário:

Pedro Nunes disse...

Foi una bela pesca aos Robalos!
Os parabéns ao Sr.Luis...
Saude

Jose disse...

Mois boas pescarias as do voso compatriota.
Pescas coma esas non son tan comúns por aquí.
Saúdos a tódolos pescadores portugueses e que teñades un 2011 cheo de boas capturas.

António Simões disse...

Bem... Eu não sei quais as regras em França. Se há defeso, qual o limite maximo capturas dia, kgs.etc. Agora se alguém me puder informar agradecia. Agora o que eu vejo também nos videos de lá é que em barco na pesca desportiva/ludica, soltam a maior parte dos robalos... Será assim??Ou porque é que os pescadores profissionais da Bretanha já se queixam da falta de peixe nalgumas zonas??
Obviamente não posso de deixar aqui os meus parabéns ao pescador e sendo nosso patricio ainda mais relevo tem.Não julguem que há para lá robalos á patada...O mérito é do pescador por saber pescar e bem.


Cumprimentos
António Simões

Pedro batalha disse...

Olá Pedro
São de verdade umas belas tecas de bons exemplares de Robalos.
Já me contentava com 1/2 dúzia daqueles....

Bom ano e boas pescas para ti.
Abraço

Pedro batalha disse...

Holla José
Gracias por tu saludos, que nosostros vos deseamos tambien.
Quanto a las pescas aqui tan poco son comúns.

Pedro batalha disse...

Olá António Simões

Em relação a este artigo, também nós ficámos um pouco renitentes em publicar a totalidade das fotos.
Precisamente por ter em consideração as mesmas apreciações que aqui retrata.
Também eu e o resto pessoal aqui do blog, não sabemos quais os limites legais em vigor em França.
O nº de capturas e a qualidade das mesmas não deixam de ser uma tamanha faceta para o Luís Vasconcelos, que decerto terá, tal como refere qualidades de muito bom pescador.
Pessoalmente tenho de o felicitar pelas suas capturas....mas por outro lado penso como o António Simões...
Sobre as leis em vigor aqui em Portugal, haverá sempre voz discordantes do que quer que seja feito, eu sou apologista de uma lei proteccionista para todo o território e que abranja várias espécies como o Sargo, Robalo e Dourada, na altura de desova de cada espécie.
Não sei se os 7, 8, 9, 10 kgs ou outro qualquer peso seja o correcto, porque se virmos a situação por capturas, eu posso capturar 20 Robalos e fazer 10kg ou 4 com 2,500kg e por vezes fêmeas ovadas.
Onde estará o bom senso?
A meu ver a lei deveria englobar estas 2 situações (quantidades e peso).

Caro António Simões, agradecemos como sempre a sua participação neste espaço, as suas opiniões são sábias e muito válidas para a discussão de assuntos relacionadas com esta nossa paixão.
Obrigado pela sua participação.
Abraço e votos de um bom ano.
Pedro Batalha

António Simões disse...

Abraço e votos colectivos de um excelente ano para todos os membros do Pescatugateam.
A unica lei que conheço da Europa é a da Irlanda através das leituras dos artigos do Sr. Fernando Corvelo, que não conheço pessoalmente mas que estamos todos incluidos no mesmo projecto da Anpled, a unica Associação,assim registada em cartório Notarial, que defende os interesses dos pescadores ludicos em Portugal. Daqui faço um apelo a todos os pesadores e leitores deste blog(se mo permite obviamente) que pelo preço de uma bobine de linha de 50 mtros Seaguar flourcarbono, se podem fazer sócios e dar mais força á Associação, porque é justamente isso que pretendemos todos Pedro, uma lei do defeso das tres especies,justa e equlibrada para todo o País. Sem isso, sem zonas de defeso de berçarios,(rias e zonas humidas de sapais) sem zonas integrais protegidas,(ainda não percebi como é possivel ainda pescar nas Berlengas por ex...)somos todos responsaveis pelo futuro do mar(profissionais e ludicos).
É sempre um prazer ler e comentar o v/blog e os artigos postados.A aprendizagem é continua, diversificada,e não é pela quantidade de peixe capturado, é pela aprendizagem e leitura da qualidade dos artigos que me fazem ser um visitante assiduo e interveniente sempre que possivel.


Abraço e bom ano 2011
António

licas29 disse...

para vos dar uma ideia como se passa aqui o tamanho minimo para o robalo è de 36cm e a quantidade pelo momento nao esta determinada coisa que nao deve tardar.Aqui o pessoal apartir de Janeiro a abril nao pesca ao robalo visto que vai desovar mais para o norte"canal da mancha"podes insistir que nao encontras robalo na costa, problema os barcos plagicos...sardinheiros.....nao tendo sardinha no inverno viram-se para o robalo e a dourada quantos aos videos de pesca ludica 'nao è tudo um mar de rosas' fasso-me compreender nao è por nada que certos restaurantes com apelaçao robalo da costa começao a ser controlados.no meu caso posso vos dizer que nao è todos os dias festa estes robalos apanho-os numa epoca precisa isco preciso nao è assim todo ano, com anos de esperiencia nao so positiva mas tambem negativa(0 peixe no saco) tenho bons resultados e subertudo muita paciencia que para mim è um dos pontos principais para ter bons resultados.penso que è como no fotebool podemos gostar muito de jogar mas no meio de todos os jogadores hà sempre alguns que se distinguem dos outros .saude a todos e bom ano e para os meus primos galegos tambem

Pedro Galante disse...

Olá Pedro!
Antes de mais, uma saudação especial, e votos de um excelente 2011 para todos vocês.
Quanto ao blog, escrevo aqui publicamente. Deu trabalho, mas valeu a pena o resultado final... Está bem arrumadinho e estruturado. Deixo apenas um "talvez" não, direccionado para a cor... Isto é apenas uma opinião pessoal.
Corrige-me por favor se estiver errado. As três primeiras fotos já têm algum tempo... No entanto, e para todos os efeitos, são pescarias dignas. Elas hoje, não deixam de ser feitas, pena que, tem que se ir lá o triplo das vezes que se ia antigamente.
Enquanto a "lobisagem" existir em Portugal, nada resistirá...
Dou como exemplo da proibição da pesca à rola em alguns locais, na boca da Barra de Aveiro. Proibiram pelo tráfego... Não pelo peixe... Continuam a fazer olhos de mercadore a muita estragação e pressão que se faz a esta bonita ria, onde as redes, são despejadas mesmo em cima do peixe e perto dos olhos deles... mas vai lá saber-se porquê o facto de não actuarem em conformidade. Tudo é controlado à maneira de ninguém se aleijar... Mas se for eu, lixo-me com F... grande.

Abraço

Pedro batalha disse...

Boas Pedro
Um grande e bom ano de 2011 para ti e para a tua família e amigos.
Em relação ao blog;deu trabalho porque nenhum de nós tem conhecimentos de CSS, HTML ou Javascript....foi a mexer nestes códigos com base na experimentação, apagar e voltar a tentar.
Este template existe em versão free para download, mas tem alguns itens que nós aqui em Portugal pouco utilizamos e que substituímos ou retirámos.
Em relação à cor é a cor fornecida de raiz, que também se poderá alterar com mais algumas horas a mexer nos códigos HTML.
Agora sobre o artigo em questão;as 1ªs fotos já tinham aqui sido postadas, foram de novo colocadas porque há sempre alguém que não as viu anteriormente.
Quanto ao que referes sobre as situações anómalas que se passam entre nós.....é igual de norte a sul.
Um destes dias fui até ao porto de pesca de Peniche para ver se arranjava algumas Sardinhas para engodo e iscar aos Robalos.
Para meu espanto nem uma traineira tinha Sardinha....só Douradas, Sargos, Choupas e Safias.
Mas o problema é que só as Douradas é que eram aproveitadas, eram tantas que estiveram na lota a 5euros o kilo.
Os Sargos, as Safias e as outras espécies que vieram nas redes, foram deitadas ao mar....falo de centenas de kilos.
E tal como referes aqui ninguém diz nada, nem faz nada, nem vêm nada....
É o país que temos...

Abraço e obrigado pelo teu contributo

Ramón Montenegro disse...

Un artículo muy bonito con la carga sentimental que has tenido con el detalle de dedicarlo a todos tus compatriotas que han tenido que emigrar a buscarse la vida. Para tí por el reportaje, para todos ellos y especialmente para Luís Morais, mis mejores deseos en todos los sentidos y un cordial saludo desde el País Vasco.