Man of War - Caravela Portuguesa

Depois de ouvir as notícias dos últimos dias, em que se falou da ocorrência de queimaduras em crianças provocadas por Caravelas Portuguesas na zona de Peniche.
E tendo uns dias de Férias ainda por gozar, pensei em ir ter com os responsáveis da capitania para fotografar ver e filmar esses seres.
Não foi necessário, num dos dias em que andei a recolher material para elaborar um artigo, encontrei mais uma.
De imediato fiz o registo em foto e filme, e comuniquei à guarda para fazerem a sua remoção.
Deixo aqui esse registo, para quem nunca as viu ao vivo ter uma ideia da sua aparência.

"Portuguese man o'war"

O clip



As informações que se seguem foram retiradas na sua totalidade do site Wikipédia.

A
caravela-portuguesa (Physalia physalis), também conhecida como garrafa-azul, é um animal do grupo dos cnidários. Tem cor azul e tentáculos cheios de células urticantes, e aparece nas águas de todas as regiões tropicais dos oceanos.

Características gerais:

A caravela-portuguesa não tem movimento próprio - flutua à superfície das águas, empurrada pelo vento, com os seus tentáculos por baixo, sempre prontos a envolver um peixe para a sua alimentação. Os seus tentáculos podem chegar aos 30 metros.

A caravela portuguesa é comummente identificada como uma água-viva, mas na verdade, é uma colónia de quatro tipos de pólipos. A caravela-portuguesa tem quatro tipos de pólipos:

  • Um pneumatóforo transformado numa vesícula cheia de ar;
  • Os dactilozoóides que formam os tentáculos;
  • Os gastrozoóides que formam os "estômagos" da colónia; e
  • Os gonozoóides que produzem os gâmetas para a reprodução.

Os cnidócitos, que são as células urticantes, portadoras dos nematocistos, encontram-se nos tentáculos e são accionados pela "rede nervosa". A caravela-portuguesa tem dois tipos de nematocistos: pequenos e grandes; estes "órgãos" conservam as suas propriedades por muito tempo, mesmo que o indivíduo tenha ficado várias horas a seco na praia. A sua acção é baseada nas suas pressões osmótica e hidrostática individuais. Existem numerosas células sensoriais localizadas na epiderme dos tentáculos e na região próxima à boca.

A caravela-portuguesa é importante para a alimentação das tartarugas marinhas, que são imunes ao veneno.

Um animal semelhante é a velella. O flutuador da caravela é simétrico bilateralmente com os tentáculos no final, enquanto a velella é simétrica radialmente com a vela em um ângulo. Além disso, a caravela tem um sifão, contudo a velella não.

Uma curiosidade é o nome da caravela-portuguesa noutras línguas: em inglês, chama-se "Portuguese man o'war", literalmente "homem de guerra português", sendo que man-of-war é uma expressão para um navio armado.

Abraço

Classificação:

2 Fazer comentário:

hugo disse...

vi pela primeira vez estas meninas nos açores, estava la a passar numa rampa e vejo algumas coisas destas espalhadas pelo chão, naquele tempo ainda nao sabia o que era e toca de investigar.eheh
ate que quando vou a tocar oiço um grito de um velhote a dizer para nao tocar que picava.eheh
depois fui investigar e se nao fosse aquele senhor tinha tido umas dorzinhas boas...
abraço.

Pedro batalha disse...

Boas Hugo
Pois, nestas coisas a sabedoria popular dos antigos ajuda bastante.
E ainda bem....

abraço