Pesca ao sargo - Jornada demasiado rápida

Como longe vão as jornadas de sol a sol e a disponibilidade continua a ser cada vez menos e menos acabamos por aproveitar o tempo dsiponivel para uma ida ao mar seja lá qual forem as condições e o tempo que lá podemos estar para realizar a nossa jornada.
Normalmente seria sair ainda de noite mas neste dia foi já com a manhã adiantada que chegámos ao pesqueiro. Mar muito calmo, aliás demasiado calmo, águas abertas a deixar ver tudo o que havia no fundo e a ajudar um belo dia de sol sem vento. Começámos a nossa jornada por volta das 10 da manhã com o objetivo de fazer a enchente que seria por volta das 14 horas e depois a vazante. Comecei num pesqueiro alto e no espaço de 30 minutos não tive um unico toque, depois mudei para junto da água onde já estava o Nuno e iniciámos uma jornada tranquila com alguns banhos à mistura (o que foi bom pois estava muito calor) e onde até conseguimos desencantar uns sargotes para fazer o gosto ao dedo. Fizemos pesqueiro com algum engodo, aliás muito pouco engodo já que bogas e salemas estragariam de imediato o local e já perto da maré cheia conseguimos meter algum peixe no local. Não prometia grande pescaria mas prometia ir dando para espaçadamente se ir apanhando uns sargos e fazer do dia um dia razoàvel para as condições que tem estado este ano. Sargos bastante gordos, negros da pedra, cheios de força iam proporcinando bons momentos aos dois. tanto eu como o Nuno conseguimos meia duzia de capturas e meia duzia de capturas a desferrar cada um o que daria já uma pescazinha razoàvel. No pico da maré acabei por ter que me vir embora por razões profissionais. Foi uma jornada demasiado rápida mas que deu para entreter e passar um bom bocado. Nota importante que os sargos estavam muito dificeis e complicados de ferrar. Muito encostados a locais muito específicos foi uma grande vantagem conhecermos bem o pesqueiro para conseguir enganar alguns, aliás entre mais uma série de pescadores na zona fomos os unicos a ter algum sucesso e a fugir às grades. Pode ser que o sargo comece a encostar mas enquanto continuar esta barbaridade de pilado ao largo será para esquecer as grandes tecas de peixe.

Aqui fica a foto das nossas capturas





Cumprimentos
Sérgio Tente



Classificação:

4 Fazer comentário:

Anónimo disse...

Finalmente uma pescaria razoavel de sargos assim jà começa a dar uma esperança.Eu tenho abandonado um pouco a pesca a eles pelo peixe sem grande qualidade que ia apanhando.Espero que venham para ficar jà é mais que tempo.Um abraço a todo o pessoal do pescatuga e a continuaçao de boas pescarias e relatos . Mauro

Pedro Franco disse...

Boas Sérgio,
Uma boa pesca, realizada com a pouca disponibilidade mas com grande conhecimento do pesqueiro e com uma boa técnica a darem alguns bons frutos, não é uma grande teca deles mas é melhor que nada!!!
Abraços

Manuel disse...

Mesmo com pouco tempo, lá te safaste, com esses cheitosos... Estavam díficies, mas safaste!

Não ferraste mais nenhum peixe porco? Admira-me geralmente andam em cardume...

Abraço

Ramón Montenegro disse...

Boas Sérgio, boa pesca de sargos e com pouca mar. Estaban gordos. A seguir en la pelea.
Um abraço, compañeros.