Sargos - Dia bom vs Dia mau

Um dia destes à conversa com um amigo dizia-me ele "olha lá como é que tu fazes que sempre que vais à pesca apanhas peixe com fartura". Respondi-lhe como vou responder aqui nesta partilha.
Para quem como eu mora longe do mar e tem que se sujeitar ao que por lá encontra obvio é que existem jornadas fracas e outras consideradas más.
Quando existe disponibilidade para fazer uma jornada, olho para o que os dados meteorológicos ditam e entre o grande rol de pesqueiros que conheço tento adaptar as condições àquilo que os pesqueiros aguentam quer seja em termos de mar, em termos de vento ou ambos.
Quando se conhece relativamente bem os fundos, as zonas onde os peixes se alimentam ao longo do ano, aquilo que comem temos desde logo meio caminho andado, depois saber que tal pesqueiro é mais certo com mar do quadrante X e com ondulação Y, se aguenta muito ou pouco vento e se com águas lusas vale a pena ou se só é bom com águas tapadas são também factores importantes. As luas a a temperatura das águas também são factores bem importantes mas confesso que nem sempre me preocupo muito com isso. Depois ir seguindo o açoreamento/desaçoreamento das zonas, em que altura tem limo e as alturas em que as águas não tem as condições ideais para se pescar também é importante.
Tudo isto para dizer que conjugando uma série de factores temos mais possibilidades de acertar com a zona que será a mais indicada para certo dia. Claro que muitas vezes se sai de casa com a lição estudada e as coisas correm todas ao contrário e nada bate certo mas isso é que dá a este desporto um cariz tão interessante.
As duas jornadas que aqui vou relatar foram feitas com diferença de um mês entre elas e onde as condições em ambas eram quase idênticas mas com os resultados completamente diferentes.
Naquele que considero ter sido um Dia Bom foi chegar ao pesqueiro, fazer a montagem que me parecia a mais indicada e de imediato começar a sentir peixe. Bateram certas a s condições que me levarama pensar que tal pesqueiro seria o mais indicado para aquele dia e aquelas condições. No espaço de 4 horas realizei 19 capturas das quais guardei 13 entre elas alguns belos sargos de mais de kg, tendo ainda devolvido 6 e a desferrar e a partir mais uns quantos.
Naquele que considero ter sido um Dia Mau as coisas foram bem diferentes. Iniciei a pesca num local onde julguei ser quase certo fazer uns sargos e 2 horas de enchente deram apenas uma captura de um sargo de 600g. O mar estava fantástico apesar de estar com um toque a mais e desconfio que o facto de estar de enchio também teve a sua quota parte no mau resultado. Assim vi-me obrigado a mudar de pesqueiro que neste caso me fez andar mais 40km de carro. No novo pesqueiro mais uma vez mar lindo, grande, sem vento, enfim tudo aquilo que se desejava para andarem lá uns sargos e em 3 horas de vazante mais uma vez fiasco tendo apenas safo a jornada 2 bonitos sargos de kg que deviam andar por lá perdidos visto que normalmente e com as condições que estavam seria dia para fazer uma "pesca daquelas".
Felizmente que nem todos os dias são bons porque se fosse fácil o interesse era muito mais reduzido.
Os resultados do Dia Bom
Os resultados do Dia Mau


Abraço
Sérgio Tente
Classificação:

3 Fazer comentário:

PêJotaFixe disse...

Viva Sérgio!
Tens que começar a dar mais atenção à Lua porque tem bastante importância na pesca. Esses enchios, nesta altura, também não são nada benéficos porque o peixe quer é mares mais certinhos para poder mariscar.
Quanto ao resto...o que conta mesmo é irmos à pesca. O peixe vem por acréscimo. Mas se vier em quantidade e qualidade, ainda melhor! eheheheheh

Abraço e saudações piscatórias

Sérgio Tente disse...

Boas Paulo,

Quando digo que não me preocupo muito com a lua digo-o porque vou à pesca com qualquer lua apesar de saber quais as melhores fases para a pesca ou pelo menos quais deveriam ser as melhores fases pois muita vez vez falha.
De facto também concordo plenamente que mar de enchio afasta o peixe e os tais mares certinhos de que falas deixam o peixe andar mais à vontade a mariscar.

Abraço

Paulo Lourenço, Carlos Mesquita e Ricardo Mesquita disse...

boas Sérgio, mais umas belas pescaria! um abraço