Uma boa pesca de Douradas

Não....não pensem que esta é uma pesca recente...
Só agora está a ser apresentada, porque parte das fotos fizeram parte de um artigo na revista mundo da pesca.

Estas fotos referem-se a um dia em que me dediquei especificamente ás Douradas, na companhia do companheiro do pescatugateam o Kiko.

Também ele se safou com alguns exemplares desta espécie e também alguns Sargos.

Como referi anteriormente foi um daqueles dias de pesca bruta com materiais mais fortes e resistentes.
Aproveito para descrever quais os materiais utilizados este ano.
Em relação a canas as preferências foram para 2 modelos, a Prosargos Exclusive pro 6mts.
Cana que fez a maioria das capturas quer de Sargos ou Douradas e a Tica Taurus de 7mts que utilizei em alguns pesqueiros mais específicos em que os obstáculos no pesqueiro "obrigavam" a manobras mais delicadas.
Outra das canas que tive oportunidade de rever foi a barros Strike pro 6mts, uma boa cana com cartas dadas.

Nos fios para os estralhos as preferências recaíram nos fluocarbono com as medidas a variar entre o 0,22 e 0,36.
Mas também em monos convencionais quando achei que as condições do pesqueiro assim o permitiam sem minimizar as capturas.

No que diz respeito a anzóis, os Hayabusa Fks 130 em vários nºs foram com já vem sendo habitual a alguns anos os escolhidos para as pescas de Sargos.
No caso das Douradas no final da temporada recorri a modelos mais robustos como são os da foto abaixo.

Para completar falta referir os carretos utilizados, no conjunto com a cana da Prosargos utilizei o Sakura Borax 6007, e na Tica Taurus o carreto da mesma marca e modelo na versão 6000.
O Kiko utilizou o Quantum Cabo 5000 e os Shimano Twin Power 6000 foram as escolhas do Sérgio Tente e do Nuno Costa.

Espero para breve ter mais algumas novidades sobre os materiais a utilizar para o próximo ano.
Até lá desejo-vos boas festas
Abraço
Pedro Batalha

Classificação:

11 Fazer comentário:

PêJotaFixe disse...

Amigo Pedro,
Belas burras! Aqui por baixo este ano foram inconstantes, aparecendo com mais frequência nos estuários. Destaque para uma com 7,5Kgs apanhada por uma Senhora no Rio Arade, em Portimão.

Abraço e saudações piscatórias com continuação de Boas Festas!

Pedro batalha disse...

Boas Paulo
Umas festas felizes também para ti.
Olha em relação a Douradas, apanhei desde Março a Outubro, mas em mar aberto.
Sei que nos estuários se apanharam durante todo o ano, agora uma com 7,5kg...grande tábua...nunca apanhei nem vi, é de facto um exemplar troféu.
Eu fico contente de as apanhar com pesos entre 1kg e os 4kg.
Vamos ver se o próximo ano nos traz alguma surpresa.
Abraço

António Simões disse...

Ola Pedro,
Antes de mais um excelente ano de 2010 para si e familia e restantes membros e colaboradores do Pescatuga.
Quanto ás capturas , são sempre excelentes. Está de parabéns toda a equipa. Como já só pesco em Espanha com cana de 7 mtos, que de facto fazem a diferença para a minha Hulk de 6 ,pela especficidade dos pesqueiros com grau de dificuldade maior, pergunto-lhe com curiosidade se a tica tauros de 7 mtos é uma segunda opção em relaçao por exemplo á mais vendida,mais forte e mais leve no Norte actualmente que é a 7 mtos grauvell energy sem passadores?(que depois tem de ser montados 200 a 300 euros tudo incluido)

Cumprimentos
António

Pedro batalha disse...

Olá António Simões
Boas festas também para si e para os seus.
Sabe como é...isto da pesca é cada cabeça sua sentença.
Eu nunca tive nenhuma Grauvel energy, mas conheço quem tem, e está de facto muito satisfeito com a cana.
O que lhe posso dizer em relação à Taurus, é que para mim será sempre uma 1ª opção.
De todas as canas que tive em 7mts é a que mais me satisfaz.
Pelo que sei dessa cana é mais macia que a Taurus.
Eu na minha de 7mts troquei a ponteira que vem em carbono de alto modulo por uma ponteira universal de carbono.
Fica um pouco mais lenta na resposta aos toques mas parece-me que desta forma desferra menos peixe, e trabalha melhor.

Em relação à Galiza, se tudo correr como está previsto em breve iremos fazer uma ida a esse paraíso dos Sargos.

Abraço

Pedro batalha disse...

Olá António Simões
Boas festas também para si e para os seus.
Sabe como é...isto da pesca é cada cabeça sua sentença.
Eu nunca tive nenhuma Grauvel energy, mas conheço quem tem, e está de facto muito satisfeito com a cana.
O que lhe posso dizer em relação à Taurus, é que para mim será sempre uma 1ª opção.
De todas as canas que tive em 7mts é a que mais me satisfaz.
Pelo que sei dessa cana é mais macia que a Taurus.
Eu na minha de 7mts troquei a ponteira que vem em carbono de alto modulo por uma ponteira universal de carbono.
Fica um pouco mais lenta na resposta aos toques mas parece-me que desta forma desferra menos peixe, e trabalha melhor.

Em relação à Galiza, se tudo correr como está previsto em breve iremos fazer uma ida a esse paraíso dos Sargos.

Abraço

António Simões disse...

Obrigado Pedro pela informação.É importante esta troca de ideias, pois para mim esta técnica do peão apenas tem um ano de prática em Espanha.Sempre pescava ao fundo por lá , mas este método sem engodagem por aqueles pesqueiros é adrenalina pura.Jamais pensei que aos 48 anos de idade voltaria a ter emoções tão fortes, já que praticamente estava na pré-reforma da pesca ludica, após decadas intensas a viver ao ritmo das marés a 500 mtos da praia onde sempre vivi... Se precisarem de algumas dicas e a minha presença, disponham, pois a costa galega é imensa e não se resume só ao Corrubedo. Uma dica importante..A desova dos sargos em aguas mais frias começa mais tarde com o pico em Março,Abril,Maio e em junho ainda apanhamos alguns cardumes com ovas atrasadas. Agora estão-se a apanhar grandes espécimes ainda isolados ou pouco agrupados,com pouca gordura acomulada.E com surpresa nossa robalos de porte consideravel no meio de sitios sargueiros de pedra...e esta hein?

Um abraço, disponha
António

Anónimo disse...

Boas,

Grande ano de douradas. Esperemos que para o ano possas bater o teu record.

Abraço

Sérgio Tente

Jose disse...

Nunca miei pescar douradas desde as rochas ata que mirei un vídeo duns pescadores portugueses que utilizaban unha cestiña de aceiro e rede para subilas.
Aquí pescámolas desde a praia.
Noraboa polas douradas.
Saúdos Pedro.

Pedro batalha disse...

Boas António Simões
Nunca será tarde para coisa alguma, eu comecei agora com o kayakfishing, espero este ano iniciar o jigging e continuar assim por muitos anos.
Obrigado pela disponibilidade, assim que soubermos de datas em concreto entrarei em contacto consigo, até pode ser que consigamos lá ir na mesma altura.

Olá Sérgio
Vamos ver se sim...de ano para ano vamos melhorando aos poucos e conhecendo melhor os pesqueiros.

Olá José
Em Portugal também se pesca à Dourada desde praia, aí pelos teus spots deves ter algum que dê para experimentares uma bóia.
Como já antes referi no vigospinning, esse cestina é muito utilizado na nossa costa Alentejana e Algarvia, começa também a ser muito visto em pesqueiros mais a norte.
É uma peça muito importante para se sacar grandes exemplares.

Ricardo disse...

Boas Pedro,
é sempre um espectáculo ver essas tuas capturas. Especialmente agora que o mar raramente nos deixa pescar. Desta forma ao menos vai-se dando pasta aos olhos. :-)
Recentemente também adquiri uma Tica Taurus de 7m. Estou agora numa fase de adaptação a cana. Uma coisa que eu achei, foi o facto de a ponteira ser um pouco rija e por vezes o peixe como já escreves-te desferra muito, quando o tentamos ferrar.
Trocas-te a ponteira de origem por uma de carbono universal segundo escreveste. Essa ponteira de carbono universal é de alguma cana especifica? Eu também gostava de fazer a experiencia e trocar a minha ponteira por uma dessas. Podes-me dar alguma dica nesse sentido? Se me puderes ajudar, agradeço.

Abraço
Ricardo Ferreira

Anónimo disse...

Muito boa tarde.

Dou os parabéns pelo seu blog.

Eu estou a pensar comprar uma cana de 6 metros, e já vi numa loja à venda a Prosargos Exclusive.

Tendo em conta a sua experiência, será uma boa cana?

E para que valores andara esta cana?

Obrigado.