Como escolher o teu kayak


Este é um artigo para vocacionado para aqueles que querem adquirir um Kayak, mas que não sabem ou não têm informação sobre a matéria.
É mais um belo artigo disponibilizado pelo Walter Cabral.
Antes de mais é necessário saber que não há um modelo que atenda a várias características simultâneamente.
Cada objectivo impõe uma característica própria, daí as escolhas deverem vir a ser prioritárias em algum aspecto.

ASPECTOS E OBJETIVOS QUE CADA KAYAK PODE TER:
· Facilidade de remar
· Estabilidade
· Velocidade em águas calmas
· Velocidade em ondas
· Capacidade de passar pelas ondas
· Ser Manobrável
· Segurança
· Facilidade de entrar e sair
· Facilidade de transporte
· Peso
· Resistência para o impacto com pedras e fundo
· Conforto ao sentar
· Flutuação (inclusive com água dentro)
· Capacidade de levar bagagem e outras cargas
· Capacidade para longas travessias em mar com ondas, etc
· Adequação para surfar em ondas
· Adequação para rios com grande volume de água
· Adequação para manobras de rodeio
· Capacidade de manter o canoísta bem "vestido no Kayak".
· Beleza estética
· Custo
Estes dois últimos itens não fazem parte da performance de um Kayak e não serão aqui analisados.

Para exemplificar o que foi dito acima, não é possível ter um Kayak que seja ao mesmo tempo veloz e manobrável ou estável.
Algumas características podem ser encontradas para cada fim a que um Kayak se proponha.
Abaixo uma descrição dos grandes grupos de tipos de Kayak´s:
Adequados para lazer e adequados para a prática de alguma das modalidades desportivas oficiais de canoagem competitiva.

KAYAK´S PARA A CANOAGEM DE LAZER:
Estes Kayak´s devem ter facilidade ao remar, conforto, segurança e ser práticos.
Serão descritos os seguintes tipos de Kayak´s que se encaixam na categoria lazer:
Aberto "Sit on Top", Fechado "Sit inside", Rápidos e expedição:

Kayak Aberto "Sit on Top":
Este Kayak não tem a parte de cima e não forma um buraco para o canoísta colocar os pés, é como se fosse uma prancha em cima da água.
De artigo kayaks
Uma das principais características é a facilidade de subir para cima do kayak, seja estando de lado em água rasa, ou num lugar onde não temos pé.
Estes Kayak´s devem ter um comprimento entre os ( 3,00mts a 4,5mts) e largos (mais que 0,65m ) para serem estáveis. Adaptam-se, com facilidade a qualquer situação de água, até um nível grau 2 (no máximo) para rios caudalosos. Acessórios para levar pequenas cargas e de conforto são instalados.
De artigo kayaks
A maior parte dos modelos são auto-drenáveis, pois tem furos para esgotar a água que entrar na parte de cima.
De artigo kayaks
Estes Kayak´s são, muito recomendados para praticar a pesca em Kayak "Kayak-Fishing"ou para o iniciante ou aquele que quer dar um passeio tranquilo sem preocupação de velocidade ou então aquele usuário que pretenda ficar confortavelmente sentado admirando a paisagem e pescando ou queira levar um equipamento de mergulho ou de fotografia.
De artigo kayaks
Os modelos em plástico podem até enfrentar leves rápidos.

Fechado "Sit inside"
Estes Kayak´s são fechados e tem, em geral um comprimento maior que 3,5mts. São Kayaks destinados a quem pretende fazer pequenas expedições ou passeios mais longos.
Eles são confortáveis, mas exigem alguma experiência e habilidade, em especial, para subir nele e esgotar água em caso de inundação interna.
De artigo kayaks
Quanto mais compridos e de formas delgadas (isto é, quanto mais fininho o Kayak) menor a sua resistência ao deslocamento na água e maior sua velocidade; porém os barcos finos são mais instáveis exigindo maior equilíbrio do Canoista.



De artigo kayaks

Kayak´s para Rápidos:
São Kayak´s de lazer, mas para serem usados em águas com rápidos, isto é, rios com ondas, pedras, redemoinhos, reflexos e outros movimentos em turbilhão e exigem experiência e prática do canoísta.
Como são feitos para resistir a impactos com pedras e com o fundo de rios e mar são sempre feitos de material plástico, não sendo adequados os Kayak´s de fibra.
De artigo kayaks
Há uma grande variedade de tipos de Kayak´s para rápidos, mas quase todos são barcos curtos (de 2,5 a 3,2m), com grande manobrabilidade e formas de proa e popa levantadas. Os modelos mais usuais, usados para descer rios, tem formas de grande volume (cheias) , na proa e popa. Os canoistas que querem fazer acrobacias nas ondas dos rios, ou seja ficar a brincar nos trechos do rio , controlando o seu Kayak para fazer piruetas, empregam barcos com pequeno volume isto é, formas mais delgadas e baixas especialmente na popa.
De artigo kayaks
Estes Kayak´s podem ser usados em outras situações e tem mostrado boa performance para descer ondas do mar como uma prancha de surf.
Estes Kayak´s tem acessórios de segurança para prever as possibilidades nos rios: flutuadores em forma de paredes montados internamente ao casco na proa e popa e que aumentam a resistência ao impacto do barco, finca-pés robustos, apoios de joelhos e de cochas para o canoísta ficar mais "vestido" no kayak e outros .

kayak´s de expedição:
São Kayak´s especialmente previstos para grandes travessias no mar ou rios, que dispõem de compartimentos para guardar a bagagem.
Recomendados para estas situações específicas.
De artigo kayaks
As mesmas características descritas acima podem ser encontradas nos Kayak´s duplos que acomodam duas ou mais pessoas, e que são, em geral, concebidos com a mesma finalidade que os modelos para um canoísta, mas têm capacidade e espaço para comportar 2 assentos de forma que os dois usuários remem.
Existindo também modelos adequados para a pratica da pesca.
De artigo kayaks
Num próximo artigo será dada importância à segurança a ter quando se navega ou pretende navegar com um Kayak.
Abraço
Texto de Walter Cabral, fotos de Pedro Batalha
Classificação:

3 Fazer comentário:

José Gomes Torres disse...

Parece não haver dúvida que os kayaks vieram para ficar!! Parabéns pelo excelente texto, capar de esclarecer todas as dúvidas a quem as tenha sobre o assunto!
Abraço
GT

Anónimo disse...

Boas,

Mais um excelente artigo do Walter e do Pedro.
De facto o kayakfishing ganha força no nosso país e é sempre bom que existam textos desta qualidade para quem pretende iniciar-se.

Abraço
Sérgio Tente

Godinho disse...

Mais um Belo Artigo da "Dupla Maravilha"

Abraço