Sargos e boa companhia

Este foi um dia em que acima da pesca combinámos um convívio entre amigos. Na companhia da rapaziada tivemos neste dia a companhia de um elemento já lobo do mar que nos deu o prazer da sua companhia. 
O amigo Beto Murteira pai do membro OI Gustavo (Scalabitano). 
Quanto à pesca encontrámos um mar daqueles de “barba rija” em que o facto de eu já conhecer bem o pesqueiro me favoreceu em relação aos outros membros.
Iniciada a pesca e cometi o primeiro erro do dia ou seja engodei e consegui infestar o pesqueiro de salemas logo de seguida e depois de solucionar o problema do engodo cometi o segundo erro do dia ao pescar fino demais e ter perdido 2 sargos na casa do kg porque o cesto ficou no carro.

Foi uma questão de me re-adaptar ao pesqueiro e começar a realizar algumas capturas. Felizmente todos fizeram o gosto ao dedo e apanharam-se alguns bons exemplares. O facto de o peixe estar a comer de fugida devido ao tamanho do mar fez-me perder muito peixe a desferrar e a partir mas não me posso queixar pois o resultado final foi satisfatório tendo os 2 maiores exemplares 1.200g e 1.300g.
No final e arrumado o material terminamos o dia a comer um belo melão que o amigo Beto levou para a rapaziada.


Material utilizado:
Cana Tica Buffalo 6m
Carreto Shimano TP 6000FB
Técnica: Bóia

Abraço
Sérgio Tente
Classificação:

10 Fazer comentário:

sansão disse...

Ora boas...
Bela pescaria e pelo descrito um belo convívio entre amigos. Eu gosto bastante de pescar com outras pessoas, mas infelizmente pesco quase sempre sozinho... só conheço pescadores de fundo, os mesmos que me ensinaram a pescar à alguns anos atrás. Quando não me apetece pescar sozinho lá vou buscar o material "pesado" e lá vou eu com eles... e é garantido um bocado muito bem passado na companhia destes velhos lobos do mar...
Um abraço e boas pescas

Milton Morais disse...

Olá Sérgio mais uma bela pescaria, geralmente como costumas fazer quando chegas ao pesqueiro? Começas a pescar sem engodar? Quando as salemas entram no pesqueiro páras de engodar ou o que fazes?

Abraço
Milton Morais

Anónimo disse...

Boas sansão,

O convívio é essencial numa jornada de pesca. O nosso nucleo duro do pescatugateam parece que são todos escolhidos a dedo e nem te passa pela cabeça o que é uma jornada com esta rapaziada. Pesca-se a sério e com concentraçaão naquilo que se está a fazer mas também se vai conversando bastante e rindo muito. O ambiente é sempre saudável e a boa disposição nunca falta. Somos todos amigos uns dos outros e pronto.

Eu por vezes também pesco sozinho mas prefiro de longe companhia.

Abraço

Sérgio Tente


Boas Milton,

Obrigado.
Normalmente pesco sem engodo no início mas existem alguns pesqueiros que a primeira coisa que faço é engodar mesmo anter de montar o material. Tem tudo a ver com o pesqueiro em si e com o isco que vais utilizar na jornada.
Quando o pesqueiro fica "saturado" de peixes menos nobres o essencial é utilizar iscos tipo carangueijo, lapa, navalha ou mexilhão mas por vezes nem isso resolve o problema.

Abraço

Sérgio Tente

Nuno Caçorino disse...

Viva Sérgio!

Parabéns pela façanha!

Quanto aos erros pois esses acontecem mesmo para aprender com eles!

2 vezes também fiquei chateado por ter deixado o cesto em casa! Serviu-me de lição!

Quanto ao engodo... nunca engodo sem primeiro fazer uma dúzia de lançamentos com o intuito de saber que se "mora" peixe no local ou se é preciso chama-lo ou então cativá-lo no pesqueiro! Depende como sabes de muitas variantes. Quantas foram as vezes que levei engodo e nem uma colher joguei!!!

Abraço cá de baixo.

Nuno Caçorino

yorch disse...

hola sergio bonitos sargos veo ke lo pasasteis como los indios jejejejeej una pregunta veo un pez ballesta en la foto yo soy de asturias y aki hasta ke no kaliente el agua bien bien no entra uno y ahi el agua no esta como el hielo o eske estan todo el año? saludos desde asturias xau xau

PêJotaFixe disse...

Amigo Sérgio,
Bonita pesca! Esse Peixe-Porco é que está ai fora de época, ou as águas já começaram a aquecer ai para cima? O cesto é como as mulheres: umas vezes têm utilidade e outras é só para fazer companhia mas andamos sempre com elas atrás. Eheheh Cá baixo há umas três semanas que as Douradinhas de Lisboa (Salemas) não têm dado descanso. Agora este fim-de-semana com mares mansos hão-de encostar a Bogas, quase de certeza.

Abraço e saudações piscatórias

Anónimo disse...

Boas Nuno,

É um dos grandes defeitos que eu tenho é não gostar de andar com o cesto atrás e por isso também tenho tido grandes decepções. Já fiquei a olhar para uma quantidade de douradas e sargos grandes que já rendidos não fui capaz de içar e se tivesse o cesto comigo teriam saido nas calmas.
Eu normalmente também pesco sem engodo no inicio da jornada mas naquele dia fui precipitado e por momentos estraguei o pesqueiro.
Existem também pesqueiros em que não levo engodo e muitas das jornadas as sardinhas nem são migadas. Tem tudo a ver com a interpretação dos pesqueiros, das águas e do proprio mar. É muito fácil estragar um pesqueiro (de várias formas) com uma má engodagem.

Abraço

Sérgio Tente

Anónimo disse...

Boas yorch,

Normalmente é um peixe que aparece em grandes quantidades no verão quando as águas aquecem mais mas existem locais em que a partir desta altura ocasionalmente se apanham alguns.

Abraço

Sérgio Tente

Anónimo disse...

Boas Paulo,

É verdade está um bocado fora de época este "ballesta" mas estas coisas das alterações climáticas dão nisto. As águas continuam algo frias mas já aqueceram o suficiente para se fazer umas boas pescas. Já andam bastantes safias pelos pesqueiros o que é um bom sinal.
Ainda ontem apanhei um batalhão de salemas e como não tinha grande diversidade de iscos vi-me aflito com elas mesmo assim existem algumas maneiras de contornar o problema.
O cesto é um utensílio essencial para quem pesca à bóia apesar de em alguns pesqueiros a sua utilização ser impossível. Mesmo com mares grandes os pesqueiros tem estado infestados de peixe-cão o que iclui bogas com fartura.

Abraço

Sérgio Tente

gegekas disse...

Boas,
Fantastico!!
Agora estou a morar em londres, mas gostava de vos perguntar se sabem de um local perto de lisboa onde eu possa ir à pesca no mar visto que estou ca 2 semaninhas de ferias (a ver se mato saudades), normalmente so vo à pesca para os lados de sesimbra, mas nunca tive muita sorte lá, como sou "verdinho" nestas andanças nao conheço muitos pesqueiros bons... Tenho procurado em varios sites mas nao encontro nada.
Muito obrigado pela atenção dispendida.
Boas pescarias.