Robalos à bóia - Por Sérgio Tente

Numa destas noites com temperaturas a pedir agasalho decidi ir fazer uma daquelas jornadas nocturnas de bóia que tanto gosto de fazer.
Desta vez e não sei bem porquê baralhei-me todo com as marés e pensando que faria a maré a encher quando lá cheguei já ela estava a vazar e bem. 
Apesar da pouca quantidade de isco que apanhei já que tinha feito tanto km obviamente que não deixaria de fazer o gosto ao dedo.
No local escolhido já muitos eram os pescadores locais que arrumavam o material para ir embora mas nem isso me demoveu. 
Material às costas e tive desde logo oportunidade de ver sair um belo robalo na casa dos 2 kg o que me deu alguma moral. 
Afastei-me da rapaziada para poder estar mais à vontade e lá iniciei a minha pesca. Não demorou muito a sentir o primeiro peixe que apesar de alguma luta se rendeu facilmente, já o segundo pouco depois não tinha tamanho suficiente e voltou às águas de onde tinha vindo. Entretanto lá ferro um bom exemplar a levar a bóia tipo foguete ao fundo e no meio da luta dirige-se um pescador local a mim com um repuxel e foi tirar-me o peixe junto da água. Agradeci-lhe e fiquei muito admirado com a atitude que me caiu bastante bem. 
Foi o maior exemplar e passou um pouco das 1.500g. Fui continuando a minha jornada e já com a companhia (sem canas) de alguns locais mais conversadores ainda realizei mais 2 capturas na casa do kg e 1,2kg.
Acabou por ser uma boa jornada de bóia que me proporcionou uns momentos porreiros.
Como ainda não estava completamente satisfeito ainda agarrei na caninha do spinning e fui fazer 1 horita de lançamentos mas aqui nem um toquezito para animar.
Material utilizado:
Cana Prosargus Iridium Advance 6m
Carreto Shimano TP 6000FB
Técnica: Bóia de correr

Abraço
Sérgio Tente
Classificação:

6 Fazer comentário:

sansão disse...

Ora boas...
Belos peixes e bela história, que me trás recordações da semana passada... tinha pensado em fazer um spinning e vi mal a tabela (ainda não sei como) e quando cheguei ao sítio dei com a maré já com a volta dada mas a subir... ainda deu para apanhar umas tiagens e dois mouras distraídos e guardei... ainda fiz uns lançamentos no spinning e nada... montei a cana de bóia e fui tentar a sorte... não se passava nada... se calhar o fio é muito grosso, meto um mais fino... bóia na água e passado pouco tempo bóia ao fundo... a lutar com o peixe já em cima da laje, e era bem jeitoso, vem a a onda e crava com ele dentro de um rasgo que tinha na laje... e foi-se... Desanimado e sem fé outra iscada, mais um pouco de tempo outro... duas ou três cabeçadas uma corrida mais duas ou três cabeçadas e... partiu-se... não tinha verificado a linha do peixe anterior e paguei a factura... Mas valeu a pena sentir aqueles dois peixes na cana, mesmo sem ter apanhado nada foi um bocado porreiro.
Abraço dos grandes e boas pescaria

Anónimo disse...

Boas Sansão,

Num destes dias numa pesca de sargos todos os sargos grandes que ferrei partiram ou desferraram e ainda foram alguns. Nuns dias as coisas correm mal no outro correm bem. É assim a pesca e são essas "batalhas" que fazem deste desporto um vício tão grande.

Abraço

Sérgio Tente

PêJotaFixe disse...

Amigo Sérgio,
Sem dúvida uma bela pesca de Robalos à boia! Eles aqui só quando o mar cair mais, lá para fins de Abril principios de Maio, é que começam a encostar. Nessa altura espero poder fazer umas pescas jeitosas de Robalos.

Abraço e saudações piscatórias

Anónimo disse...

Boas Paulo,

Também espero ainda esta semana fazer mais uma jornada a eles aproveitando a quebra de mar e eventual oportunidade para apanhar condições para eles encostarem. Vamos ver o que vai dar.

Abraço

Sérgio Tente

Sargollini disse...

Granda Sérgio :)

Belos peixes e à bóia o gozo é sempre muito maior ;)

Um abraço
Sérgio

Anónimo disse...

Boas Sérgio,

Como sabes a minha pesca de eleição è a bóia e foi com esta técnica que apanhei o meu maior robalo. No spining tenho conseguido muitas capturas mas ainda não dei com nenhum peixe "daqueles".

Abraço

Sérgio Tente